jump to navigation

AK Delicatessen outubro 7, 2008

Posted by Renata do Amaral in Higienópolis.
Tags:
1 comment so far

Voltei ao AK, aonde já tinha ido durante a última Restaurant Week, para levar minha mãe. Resolvi não colocar refeições anteriores ao nascimento do blog, mas acho que vale a pena lembrar essa aqui.

ak01

A entrada era philo strudel de queijo, uma trouxinha de massa folhada com fonduta de queijos do dia e farofa de hortelã em sopa fria de tomate. Não sei se me lembro de ter visto algo mais delicado na vida. O tomate era tão fresco que parecia algo como tirar da horta e morder na hora, sabe? É meio como uma memória ratatouilliana que nunca existiu, já que eu nunca tive horta na infância. :)

ak02

Como prato principal, picadinho de vitela e páprica com spätzle da vovó, ovo pochê e chips de banana. A outra opção era vegetariana, mas escolhi a carne – eu que não como carne-tipo-bife, mas adoro carne-tipo-desfiada – já adivinhando que iria desmanchar na boca. Bingo! E a combinação era toda perfeita: o ovo de gema mole, a massa leve, a banana crocante. Para fechar, burekas de banana com sorvete de canela.

A segunda ida manteve o nível. Pedi pato confit ao fio de mel de romã com repolho roxo agridoce, figos grelhados e risoto de parmesão e pistache (R$ 51, mas acima da média de preço do cardápio). Adoro pato confit e mais ainda quando a carne fica tão macia que se desgruda do osso ao menor toque do garfo. Estava assim. (E eu não sou nenhuma Andréa Kauffman, mas também sei fazer confit com risoto e tenho provas disso!)

Na hora da sobremesa, o garçom ofereceu uma bela degustação com cinco tipos de doces (R$ 18). Pedimos também um pain perdu (*) – versão das fatias douradas ou rabanadas, se preferir a versão portuguesa, mas acho tão poético em francês! – de challah com frutas frescas assadas ao creme inglês (R$ 12). Tem a receita aqui. Mais que recomendada!

(*) Esse é também o nome de uma música do Cibo Matto, bandinha japonesa cujas músicas só falavam de comida. Aliás, minha irmã mais sabida me contou que o nome da banda quer dizer “comida doida” é italiano. Amostrinha com direito a clipe bem literal de Michel Gondry:

Endereço: Rua Mato Grosso, 450, Higienópolis

[ Fotos: Divulgação ]

Anúncios